Sindicato dos Empregados em Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão-de-Obra, Trabalho Temporário, Leitura de Medidores e de Entrega de Avisos no Estado do Paraná.

Rua Nilo Cairo, 450 - Centro - Curitiba/PR - CEP: 80060-050 - Telefone: (41) 3014-7331
Filiado à:

Instituto Mais Brasil contabiliza mais de 2000 cursos em quatro meses

Instituto Mais Brasil contabiliza mais de 2000 cursos em quatro meses

Com as medidas de isolamento social devido a pandemia causada pela Covid-19, e por consequência, os danos causados à economia com a suspensão de contratos de trabalho, além da adoção do home office por inúmeras empresas do segmento de serviços, os empregados procuraram ainda mais se qualificar para a volta ao mercado de trabalho.  

Num período de quase quatro meses, o Instituto Mais Brasil – IMB, entidade criada por meio da negociação coletiva de trabalho firmada entre o sindicato patronal Sindeprestem/PR e os sindicatos laborais Sineepres e Sindaspel com a finalidade específica de qualificar os empregados do setor de prestação de serviços a terceiros, colocação e administração de mão de obra e de trabalho temporário no estado do Paraná, qualificou 2.036 pessoas pelo sistema online (EAD), através das plataformas do Benefício Social e da Woli Treinamento, sendo que os cursos são certificados pela Unopar.  

O presidente do IMB, Waldir Rosa, explica que a entidade oferece mais de 250 cursos que vão desde a área administrativa e operacional, além de disponibilizar cursos nas áreas de educação, saúde, bem-estar, informática, línguas, empreendedorismo e governança doméstica. “A grande vantagem para o aluno é que ele pode acessar o sistema de qualquer lugar, inclusive do próprio celular através do aplicativo, e esse tem sido o diferencial oferecido pelo IMB em qualificar a categoria nesse período tão turbulento para a humanidade”.  

Para o presidente do Sindeprestem/PR, Danilo Padilha, a grande procura pelos cursos disponibilizados pelo IMB demonstra o amadurecimento do segmento e dos próprios colaboradores em procurar o aperfeiçoamento profissional e ter novas oportunidades em tempos de crise. “De forma inovadora, conseguimos avançar em nossa convenção coletiva de trabalho ao firmar a cláusula que trata da qualificação profissional, com um valor acessível às empresas e que elas possam ofertar de forma gratuita aos seus empregados. Hoje, o Paraná serve de referência aos demais estados e sindicatos similares no país”.  

Paulo Rossi, presidente do Sineepres, avalia que a educação a distância, a exemplo do home office, é um caminho sem volta nas novas formas de organização, tanto na área do trabalho quanto educacional, pois diminui os custos e facilita a vida das pessoas. “O IMB, o Sindeprestem/PR, o Sineepres e o Sindaspel, de forma visionária, conseguiram comprovar a eficácia da qualificação profissional voltada para o nosso segmento, e quem ganhou com isso foram os trabalhadores, os empresários e os tomadores de serviços, que terão pessoas capacitadas para determinada área de trabalho”, concluiu Rossi. 

 

Post Mario de Gomes – assessoria de imprensa
Foto: arquivo IMB